COTAÇÃO CÁLCULO DE MOLAS DESENHO BUSCA POR FORNECEDORES TREINAMENTOS
Login Web Molas
 
 
 
:: Webmolas - o maior conteúdo de molas da web ::
Sabado, 16 de Outubro de 2021
Notícia : 09/02 - Sindicato ameaça parar GM
O Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano (filiado à Força Sindical) começou quarta-feira a preparar uma greve na fábrica local da General Motors contra o PDV (Programa de Demissões Voluntárias) aberto na terça-feira e destinado a funcionários do setor administrativo. O programa seria o início de um plano de redução de custos da montadora.

A data para o início da paralisação ainda não está definida. Para deflagrar o movimento com êxito, os sindicalistas iniciaram uma articulação dentro da fábrica – na ferramentaria e no administrativo (setores nos quais a empresa abriu PDVs distintos) e na produção, onde ainda não foi deflagrado o programa. Na avaliação dos dirigentes sindicais, esse setor será o próximo alvo do plano de contenção das despesas. A GM não comentou o assunto.

A ofensiva foi lançada durante manifestação organizada quarta-feira pelo sindicato em frente à empresa. O ato contou com a participação da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos da Força Sindical). A pretensão da central sindical é estender o movimento para a unidade de São José dos Campos, no interior do Estado, onde também foi aberto PDV para a área administrativa. A Força já buscou o apoio do sindicato da categoria em São José dos Campos, filiado à Conlutas, central sindical vinculada ao PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado).

O protesto aconteceu um dia após a empresa ter anunciado o PDV destinado a 3.456 funcionários administrativos das duas fábricas – 2.902 em São Caetano e 554 em São José dos Campos. O prazo de adesão se estende até quarta-feira. Não há meta definida para ser alcançada. A medida faz parte do esforço da montadora para fechar 2006 com lucro, após prejuízo de US$ 160 milhões no ano passado.

Na ferramentaria, também está em vigor um outro PDV. O objetivo é reduzir o número de funcionários devido à falta de contratos para o fornecimento de ferramentas usadas na produção de veículos da própria empresa e de outras montadoras. Com 520 trabalhadores, o setor teria atualmente 300 excedentes.

Nos dois programas, a empresa oferece os mesmos benefícios de PDVs anteriores, segundo o sindicato: de três a nove salários nominais de acordo com o tempo de serviço e plano de saúde por dois meses. Em caso de aposentados, a assistência médica é assegurada por pelo menos dois anos.

Parada geral – Para o presidente da CNTM, Eleno Bezerra, o único mecanismo viável no meio desse cenário é parar toda a fábrica por meio da união de todos os setores com a finalidade de forçar a montadora a discutir o pacote de redução dos custos. “É preciso conscientizar toda a categoria para unir forças e fazer greve. Trata-se da única forma de a GM voltar atrás”, incitou.

Bezerra adiantou ainda que a Força Sindical concederá todo o suporte oferecido por outros 50 sindicatos ligados à CNTM. Serão deslocados sindicalistas e carros de som vindos de outras regiões, afirmou o dirigente, que também é vice-presidente da nacional da central sindical.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Luiz Carlos Prates, o Mancha, afirmou que também é favorável à greve na GM daquela cidade. Segundo ele, o problema foi incorporado à mobilização da categoria pelo adiantamento da primeira parcela do 13º salário. “Se não houver resposta para os dois assuntos até sexta, vamos deflagrar estado de greve na segunda.”

Protesto – O clima ficou tenso no final do protesto de quarta-feira, em frente à GM. A Polícia Militar ameaçou apreender o caminhão de som do sindicato que obstruiu duas das três faixas de uma das pistas da avenida Goiás. Devido ao bloqueio, a corporação chegou a cogitar a possibilidade de prender o presidente da entidade, Aparecido Inácio da Silva, o Cidão.

Segundo a PM, a obstrução deveria ter sido comunicada com antecedência. A manifestação reuniu cerca de 200 funcionários e causou congestionamentos na avenida Goiás.
Fonte: DGABC

Anuncie no Webmolas.com.br    Assine o Webmolas.com.br
 Contato    Cadastre-se
Resolução Mínima 800x600 © Copyright 2001 - 2007 WEBMOLAS