COTAÇÃO CÁLCULO DE MOLAS DESENHO BUSCA POR FORNECEDORES TREINAMENTOS
Login Web Molas
 
 
 
:: Webmolas - o maior conteúdo de molas da web ::
Sabado, 16 de Outubro de 2021
Notícia : 01/03 - Atividade da indústria paulista cresce 0,8%...
O nível de atividade da indústria de transformação paulista teve alta de 0,8% em janeiro em relação a dezembro de 2006. O levantamento divulgado nesta quinta-feira é do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) e da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

Na comparação com janeiro de 2006, a alta foi de 4,2%. Já as vendas reais da indústria caíram 9,7% em relação a dezembro, mas subiram 7,1% ante janeiro de 2006.

Entre as atividades, o destaque foi minerais não-metálicos, que teve alta de 1% em relação a dezembro. O nível de capacidade instalada na indústria ficou em 78%.

Segundo Paulo Francini, diretor do Departamento de Estudos Econômicos da Fiesp, o quadro em janeiro mostra que não houve retomada das atividades. “Ao olhar a trajetória, percebe-se que a atividade industrial está num patamar de estabilidade chocha, sem dinamismo, numa baixa taxa de crescimento”.

Trabalhadores – O total de horas pagas cresceu 6,5% em relação a janeiro de 2006, enquanto as horas trabalhadas na produção, 5,6%. Os salários nominais tiveram alta de 16%.



Salários e horas trabalhadas na indústria de SP recuam no mês em janeiro

O total de salários reais pagos pelas indústrias paulistas caiu 21,5% em janeiro em relação ao mês anterior, sem ajuste sazonal. Na comparação com o mesmo mês de 2006, houve crescimento de 12,9%.

Os dados foram apresentados há pouco pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).

No que diz respeito ao salário real médio, no mês de janeiro registrou-se decréscimo de 22% ante dezembro de 2006, também sem ajuste sazonal. No confronto com o primeiro mês do ano passado, contudo, viu-se aumento de 4,9% para este indicador.

As horas trabalhadas na produção cederam 2,9% na comparação com os dados do mês final de 2006 (sem ajuste sazonal), mas avançaram 5,6% ante janeiro do ano passado.



Uso da capacidade instalada na indústria paulista situa-se em 78% em janeiro

O nível de utilização da capacidade instalada da indústria de transformação paulista ficou em 78% em janeiro. Um mês antes, situou-se em 77,5%. Na abertura de 2006, foi de 77,1%.

Os números foram apresentados há pouco pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).

No primeiro mês de 2007, o setor que registrou o maior índice de utilização da capacidade foi o de Coque, refino de petróleo, combustível nuclear e produção de álcool, com uso de 93,2%. Em seguida, aparece o segmento de Equipamentos de escritório e informática, com 92,1%.

Em contrapartida, a indústria com o menor nível de uso da capacidade foi a de material eletrônico e equipamentos de comunicação (67,1%), seguida pelas plantas do segmento de Edição, impressão e reprodução de gravações (68,5%).



Vendas reais da indústria de São Paulo cedem em janeiro ante dezembro de 2006

As vendas reais da indústria paulista diminuíram 9,7% em janeiro na comparação com o mês final de 2006, sem ajuste sazonal. Frente a janeiro do ano passado, porém, as vendas apresentaram crescimento de 7,1%.

Os dados foram divulgados há pouco pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).
Fonte: Valor / DGABC

Anuncie no Webmolas.com.br    Assine o Webmolas.com.br
 Contato    Cadastre-se
Resolução Mínima 800x600 © Copyright 2001 - 2007 WEBMOLAS